NPC 66 – Europa

Randal Bergamasco 20 de setembro de 2015 27
NPC 66 – Europa

Reproduzir

Hello! Holla! Hallo! Ciao! Bonjour! Здравейте! Dobrý den! Γεια σας! Witaj! Buna ziua! Pozdrav! Hej! Isso é uma pequena demonstração da saudação “Olá!” traduzido para metade das línguas oficiais da Comunidade Européia (24 idiomas, no total), uma verdadeira Torre de Babel. Pois em claro e audível português – seja do Brasil ou de Portugal – os anfitriões Randal Bergamasco (@randalberga) e Alexandre Sacutti (@IzavanSacutti) recebem a “turista” Jessi Zanelato (@jessizanelato), o “quase europeu” Kleuber Santos (@KleuberSGDS) e o lusitano Pedro O’Portuga (@PedroOportuga) para desembarcamos na EUROPA. Afinal de contas, quais as diferenças entre os 50 países que a compõe? Qual a importância da história do Velho Mundo para o restante da humanidade? No programa de hoje, descubra em qual país seus habitantes não são muito cordiais; aprenda a pedir comida numa terra de língua eslava e alfabeto cirílico; conheça a influência europeia na história do Brasil; e será real alguns dos estereótipos dos europeus? Então vamos embarcar agora para uma terra repleta de história, cultura, diferentes povos e de influência enorme em todo o mundo.

:-: NÃO QUER OUVIR A LEITURA DE E-MAILS? :-:
Caso não queira ouvir o “Correio da Roça”, pule para 15:46 minutos.

:-: SITE DOS CONVIDADOS: :-:
– Nenhum participante com projetos correntes.

:-: COMENTADO NESTE EPISÓDIO: :-:
– 100 coisas que você precisa saber sobre a Europa (Mais Curiosidade)
– Bélgica – Informação Geral (Embaixada da Bélgica)
– Língua Mirandesa (Câmara Municipal de Miranda do Douro)
– Sabia que existe uma ilha fantasma chamada Brasil na cultura irlandesa? (Mega Curioso)
– Invasão do Brasil: Não foi Cabral quem “descobriu” o Brasil (Uol Educação)
– Mapa Linguístico do Mundo (Imagem da Wikimedia em espanhol)
– Placa em alfabeto cirílico na Rússia (Imagem)
– Inglês americano x Inglês britânico (Englishtown)
– As Notas e moedas do Euro (PDF do Banco Central Europeu)
– O Continente Europeu: A formação (Episódio 1, YouTube, dublado)
– Gestos Obscenos na Inglaterra: o V invertido (Blog Molho Inglês)

:-: PRÓXIMO NA PORTEIRA CAST: :-:
Previsão da publicação do próximo episódio: 10 de outubro de 2015.

  • Bruno Loula

    Um abraço para o leste europeu, que é pouquíssimo conhecido por nós. Muito desses países tem grandes culturas, belezas naturais e história, porém quando falamos de Europa só lembramos de Portugal, Espanha, França , Inglaterra, Alemanha e Itália…..Um abraço para o Randal, ( Lembrei de você essa semana, devido ao terremoto do Chile )
    Adoro esse cast, só fico triste pelo fato dele ser “mensal”, mas sei que ele é feito de coração, pois para você é um hobby ( creio eu )…Tudo de bom.

    • Randal Bergamasco

      Também sou fascinado pelo Leste Europeu, Bruno. Realmente, são países lindos, lugares maravilhosos e cultura riquíssima.
      Quanto a periodicidade, não há como ser diferente, Bruno. E sim, fazemos por hobby. Sendo assim, devo conciliar o podcast com minha vida profissional “normal”. Obrigado.

  • Diego Camilo

    Esse podcast ficou muitissimo bom, padrão NPC! Os convidados acrescentaram bastante no cast. O velho muito é bastante interessante.

    • Randal Bergamasco

      Ótimo que tenha gostado. Obrigado!

  • Homero Luz

    Olá amigos da porteira, o cast foi bem interessante já que eu pretendo viajar para Europa daqui a algum tempo.
    Quanto a cedula de 500 euros é bem incomum existir cedula de valor tão alto sei que já existiu cedulas de 500 e 1000 Dólares mas era para transacoes entre bancos nao ficavam disponiveis ao publico, mas hoje não tem mais nescessidade disso.

    • Randal Bergamasco

      E só pra atualizar o dado, uma nota de 500 Euros vale hoje (22/09/0015) R$2.253,07

      • Bruno Loula

        Imagina perder uma nota dessa….

  • Fala pessoal! Como sempre, ótimo episódio! Parabéns!
    Sempre vejo a Europa como uma oportunidade de conhecer diversas culturas, como vocês bem citaram, mas nunca fui heheheh Quem sabe um dia…

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

    • Randal Bergamasco

      Também estou nessa do “quem sabe um dia”. Valeu!

  • Igor Guedes

    Gostei deveras!

    • Randal Bergamasco

      Vindo de você é uma honra, Igor!

  • Eu prefiro o Ingles Britânico. Acho muito mis facil compreender o que os britânicos dizem, principalmente quando se trata de temas ligados ao Direito ou às Ciências Políticas.

    • Randal Bergamasco

      Eu tenho uma dificuldade enorme em entendê-los. Como eu disse no programa, soa como um alemão cheio de sotaque falando inglês americano.

  • Luiz Otávio Vasconcelos

    Estou ouvindo agora o podcast. Desculpe minha falha de não ter informado idade e cidade. Tenho 37 anos e sou de Varginha MG. Luiz Otávio Vasconcelos. Grande abraço! E continuem com o excelente trabalho!

    • Randal Bergamasco

      Obrigado, Luiz. E aproveito para agradecer publicamente sua doação!

  • Olá Randal e Sacutti

    Um programa interessantíssimo, e que optou por uma abordagem mais : o que conhecer, do que algo histórico.

    Eu tive a oportunidade de morar em Viena, e também viajar pelo leste Europeu quase todo. República Tcheca, Republica Eslovaca, Hungria e Eslovênia. Foi um contato com um lado de cultura europeu que gostei muito.

    Para visitar o leste europeu o mais indicado é saber algo de alemão, que todos entendem por lá (resquício do império austro-hungaro). O ingles ajuda, mas muito pouco.

    Eu pessoalmente moraria FÁCIL, em Barcelona, que é um dos maiores centros de escalada da Europa, mas minha paixão fica por conta da cidade espanhola de Barbastros, linda, aconchegante e com cara de Europa.

    Parabéns novamente pelo episódio, e obrigado por ter lido meu e-mail !!

    Luciano

    • Randal Bergamasco

      Sou louco pra conhecer o Leste Europeu. E as cervejas com preço baixo na Polônia e na República Tcheca me seduz muito!

  • Edu Zanardi

    Randal, é possível um britânico não entender, ou fingir não entender, se você pedir uma ‘black beer’. Os ingleses chamam suas brejas pelo estilo. No caso, peça uma porter ou stout.

    Abs

    • Randal Bergamasco

      Valeu pela informação, Edu, não sabia disso. Um conhecido meu disse que penou bastante ao pedir uma “black beer”.

  • Talita Yung

    Apesar de meu marido (Oleno) já ter participado de alguns casts, comecei a ouvir a pouco tempo, e meu iPhone já está entupido com episódios salvos.
    AMEI o cast sobre a Europa. Muito bom. convivo bastante com italianos e catalães, assim como minha avó francesa. é muito interessante os hábitos destes povos.

    • Randal Bergamasco

      Pois bem-vinda a nossa audiência, Talita! E sobre o Oleno, sou suspeito pra falar, pois é um cara que admiro muito na podosfera. Obrigado por nos ouvir!

  • Renata Bartolomeu

    Queria ter comentado antes, mas acabei só conseguindo agora.
    Como historiadora posso afirmar que conhecemos pouco de África e Ásia por conta da nossa visão europocentrica da História.
    Infelizmente apesar de termos grande participação de asiáticos e africanos na formação do nosso país, a história deles é ignorada.
    Não que a Europa é um continente mais rico em. História, muito pelo contrário, Ásia e África são riquíssimos, mas como a nossa historiografia foi importada da França, lá no século XIX, quando africanos e asiáticos eram tidos como inferiores, temos muito mais informações sobre a Europa do que sobre esses dois continentes.

    • Randal Bergamasco

      Antes tarde do que nunca, Renata. Seu comentário entrou no Correio da Roça, gravamos esse quadro hoje. Comentaremos ele no ar, fique ligada.

  • OLucasConrado

    Tava com saudade de ouvir o NPC. Estou aqui de volta, depois de um bom tempo.

    Vou ser sincero, a Europa não me interessa muito. Sei lá, a gente já vê tanto sobre a Europa na escola e mídia, que me interesso mais por outras regiões do mundo. Mas o podcast ficou espetacular, pra variar só um pouquinho.

    Tenho uma prima que mora na Espanha. Ela mora em Tenerife (Ilhas Canárias – Espanha), mas morou em Málaga e outras cidades espanholas. Ela e o marido, um espanhol, passaram uns dias em casa e adorei ter um hispanoablante aqui. Ela me disse que os espanhóis também não têm o costume de tomar banho todo dia. Ela morava na casa da patroa e disse que a patroa achou ruim de ela tomar banho todos os dias. Ela disse que o pessoal toma banho uma vez por semana e a família inteira na mesma água. Segundo os espanhóis, é um costume que surgiu na Segunda Guerra (que terminou há 70 anos, mas, tá…)

    Agora, sobre a grosseria dos franceses. Desculpa, mas essa justificativa de “os franceses são grossos porque recebem muitos turistas” não cola. Moro no Rio de Janeiro, um dos maiores destinos turísticos do mundo. Você caminha por Copacabana e se sente em Star Wars, ouvindo todos aqueles idiomas. Tá certo que o serviço no Rio é bem ruim e caro. Mas é tão ruim e caro pra um gringo quanto é pra um brasileiro, carioca ou não. E, na rua, os cariocas são bem dispostos a dar informações, pouco importa se o cara pergunta em português, inglês, espanhol, etc… A suposta grosseria francesa (já ouvi gente falar também que foi muito bem tratado em Paris, mesmo sem falar nada de francês) é uma questão cultural, pouco importando quantos estrangeiros vão à cidade.

    Não ligo muito pra museu de arte, logo o Louvre está fora das coisas que quero visitar. Me interesso bastante por história. Quero conhecer o norte da França, aquelas vilas que vemos em filmes e jogos da Segunda Guerra. Também tenho vontade de conhecer Berlim, Moscou e Mônaco. Na verdade, só quero dirigir pelas ruas de Mônaco que compoem o circiuto de Formula 1 e ir embora.

    Grande abraço a todos e parabéns por mais esse super episódio!

    Lucas Conrado
    26 anos
    Futuro comissário de bordo, além de podcaster do Dragões de Garagem e Papo di Minero
    Rio de Janeiro

    • Randal Bergamasco

      Sobre a questão do banho na mesma água, houve um relato idêntico a esses naquele episódio sobre a Alemanha. E também acredito que a falta de educação francesa para com os estrangeiros é algo cultural.

  • Randal e Sacutti, tudo bom?

    Atrasado,mas cheguei! 🙂

    Ótimo episódio como sempre. Bom, vou falar as minhas percepções sobre a Europa… Adorei os ingleses. São pessoas muito educadas e os que conheci, muito amáveis. Tenho amizade até hoje, são como uma família pra mim.

    Não posso dizer o mesmo dos italianos. Os que conheci, salvo nos dedos uns dois ou três. São mal humorados, não se esforçam pra te entender, chegam a ser arrogantes.

    Olha, não lembro que falou que viver na Inglaterra é super fácil, que só não cresce quem não quer, e eu discordo totalmente. Eu vi o quanto eles ralam por lá (pelo menos a família que conheci) e não é fácil assim não. É claro, tem várias questões de segurança e saúde que não temos aqui, mas falar que é fácil ficar rico, pra mim foi uma frase bem injusta.

    É isso, valeu como sempre!

    Abraços!

    • Randal Bergamasco

      Registradas suas impressões. Valeu, Gudima!