NPC 25 – A volta ao mundo em um podcast

Randal Bergamasco 6 de maio de 2013 27
NPC 25 – A volta ao mundo em um podcast

Reproduzir

Vamos viajar pelo mundo? Afinal de contas, quem não tem vontade de conhecer os quase duzentos países espalhados pelos cinco continentes? Neste episódio, o comandante Randal Bergamasco (@randalberga) e o copiloto Alexandre Sacutti (@IzavanSacutti) contam na sua tripulação com a presença da “Turista Profissional” Ana Catarina Portugal (@TuristaProf) e a “Viajante do Mundo” Deise de Oliveira (@viagem_mundo) para fazer uma verdadeira viagem ao redor do planeta em um único podcast. Você sabe quais os lugares mais hospitaleiros e quem são os menos receptivos para com os estrangeiros nesse mundão afora? Você se atreve a viajar pelo interior da Grécia sem saber ler grego? Nessa edição, conheça lugares incríveis para se conhecer fora da Europa e dos Estados Unidos. Aprenda como se virar em países com alfabetos estranhos e como não perder um ônibus que vai da Hungria para a Polônia. Conheça um pouco sobre países como Rússia, Cuba, Irlanda, Escócia, China, Camboja, Vietnã e El Salvador. E você quer viajar? Não deixe de ouvir as dicas de nossas especialistas sobre o assunto. Então faça suas malas, coloque seu fone de ouvido e embarque nessa viagem por quatro continentes e as mais variadas culturas. E depois de “aterrissar”, não se esqueça de dizer pra gente o que você achou do passeio.

:-: NÃO QUER OUVIR A LEITURA DE E-MAILS? :-:
– Caso não queira ouvir a seção de e-mails (Correio da Roça), pule para 12 min. 00 sec.

:-: SITES DOS CONVIDADOS: :-:
– Turista Profissional – Blog da Ana Catarina Portugal
– Viagem pelo mundo – Blog da Deise de Oliveira

:-: COMENTADO NESTE EPISÓDIO: :-:
Quantos países existem atualmente? (site da Revista Mundo Estranho)
– Placas em grego e inglês (Blog “Lugares e Flashes”)
– As pichaçoes de Buenos Aires – as paredes têm ouvidos (Blog “A Simplicidade das coisas”)
– Foto do trânsito de Hanoi (blog “Thais Lima no mundo”)
– Conheça Cingapura (Site “Guia de Cingapura”)
– Melhores destinos em Lima – Peru (Blog “Melhores Destinos”)
– Onde a cerveja custa mais barato que água (Site Gauchadas na Europa)
– Turismo em El Salvador
– Está caro viajar pelo Brasil (Site Globalvisa)
– Tripadvisor (Em português)

:-: PRÓXIMO NA PORTEIRA CAST: :-:
– Previsão da publicação do próximo episódio: 30 de maio de 2013

  • Faeru

    Sou novo aqui e parece ser ótimo.

  • Olá Randal!
    Agradeço a visita ao meu blog e a indicação que fez para o post sobre as pichações de Buenos Aires.
    Abraços e sucesso.
    Augusto

    • O agradecimento é todo nosso, Augusto, pois seu texto ilustra com mais profundidade os comentários que fizemos sobre o conteúdo dessas pichações.

  • Randal, como diz um velho ditado, Deus não dá asa a cobra. Por isso, você não nasceu na Irlanda, Bélgica, Praga etc.
    .
    O retorno que tu tinha falado ficou quase imperceptível, só reparei porque já sabia, se tu não falasse tinha passado em branco.
    .
    Eu tenho muita vontade de visitar marcos históricos da humanidade como a muralha da china, Berlin, Moskow, a Ilha de Páscoa dentre outros.
    .
    Muito foda o episódio, quero saber como fazem pra arranjar convidados tão fodas.

    • Obrigado pela força, Thiago! E realmente, se eu tivesse nascido em algum dos países por você citado, certamente já teria morrido de cirrose! Hahahahaha!

  • Cristiano Daniel Ribeiro

    Meus amigos , mais um excepcional episódio, adorei as dicas das convidadas sobre países , morro de vontade de conhecer outras culturas e lugares que vemos só pela tv . Espero um dia conhecer países como Grécia , Escócia , Japão e Nova Zelândia.
    Um grande abraço de um grande fã do Na Porteira.

  • Olá colegas de porteira, tudo bem?
    Gostei demais deste Na Porteira, e gostaria de contar uma historinha e dar uma indicação:

    Há uns 2 anos, a patroa e eu tiramos férias e fomos para… adivinha? Piratininga! Apesar de morarmos aqui em Bauru, nunca tínhamos ido pra lá, e foi uma viagem dimensional, porque pra gente era um lugar desconhecido, com um thermas bacana, hotel muito legal, cidadezinha bonita… e ficamos isolados do mundo. Pra gente a viagem demorou 10 minutos, mas na nossa cabeça era outro mundo.. entendem o que quero dizer? Muitas vezes, coisas boas estão aqui do lado, e nem passamos perto.

    Uma recomendação agora: O Brasil é caro em época de alta temporada. Fomos no ano passado para Arraial D’Ajuda, na Bahia, em Agosto. 1 semana numa pousada lindíssima, na beira da praia, café da manhã gigante incluso, viagem, tudo, por 800 reais. Sinceramente, não acho isso caro. Mas uma coisa é verdade: Se você for cair no papo do agente de excursão lá, vc vai gastar rios de dinheiro, porque ele recomenda um monte de passeios caríssimos, e nós fomos explorar tudo a pé mesmo, ou de van (que é a circular de lá), conversamos com os hoteleiros, com a camareira, com a moça da cozinha, até a baiana do acarajé (apesar das recomendações da agência de não comer nada da rua.. besteira) e eles sugeriram lugares que fomos ver, que nem estavam na agenda da agência, e são divinos. Um povo muito educado e uma cidade divina.

    • Realmente, a gente sempre procura um lugar legal longe de onde vivemos e, muitas vezes, há locais bacanas mais próximos do que imaginamos. Um outro ponto turístico que eu fui – muito próximo a Bauru e Pederneiras, afinal de contas, somos “vizinhos” – é Brotas. Localizado a apenas 100 km de Pederneiras (ou seja, 130 km de Bauru), é um lugar belíssimo. Valeu pela observação.

  • Ah, Randal meu amigo… Mais um episódio fantástico e que me deu novamente vontade de viajar, como o episódio anterior. Estou gostando muito desta “levada” internacional do Na Porteira, muito bom!

    Eu e a minha esposa adoramos viajar. Acho que é um investimento para a vida. As experiências de uma viagem fazem com que a gente evolua e cresça como pessoas.

    Engraçado vocês terem falado da Rússia. Lembrei que meu avô foi pra lá quando estava vivo (meu bisavô era russo, por isso o Igor Gudima…), nunca tinha pensado na possibilidade de ir pra lá, mas quem sabe um dia. Vou tentar ir para os EUA este ano ainda na casa de um amigo, ou ir pra Inglaterra (minha esposa fez intercâmbio de um mês lá, sempre fala de irmos…), mas preciso começar a me organizar. Rs… Confesso que a da Argentina neste ano foi muito no impulso, mas não me arrependi por nenhum instante!

    Adorei a participação das convidadas, vou começar a seguir os sites. E quanto a qualidade do áudio, imperceptível… Não impactou em nada!

    Muito obrigado como sempre!

    Abraços!

    • Chocado em saber que seu GUDIMA é russo! Juro que achei que fosse italiano! E o nome Igor é tão comum na Rússia quanto “João” ou “José” aqui. Faz sentido.

  • Muito bom o seu conteúdo, microfone, pauta e entrevistado. É muito difícil achar bons Podcasts hoje. O seu é muito agradável.

    • Muito obrigado, Andre. Sugiro que ouça os episódios anteriores, pois a gente preza por conteúdo.

  • De ir eu gostaria de ir para muito lugar!!! Falta só oportunidade (lê-se dinheiro)…

    • É possível viajar sim, Felideo. Na América do Sul, existe vários destinos que são até mais baratos que viajar no Brasil. E olha que dá pra parcelar em várias vezes.

  • Só hoje consegui ouvir o programa e elas falaram a mesma coisa que eu naquele outro podcast: O Brasil é uma ilha isolada da América do Sul. A gente se sente mais norte-americano ou europeu do que latinoamericano (é assim que se escreve na nova grafia?).

    Sobre o alfabeto cirílico, quando era mais novo, me interessei por ele e decorei boa parte das letras. Acho ele muito mais funcional que o latino. Há uma letra com som de K, outra com som de S e outra com som de Z. Não tem essa confusão do alfabeto latino.

    Adoro viajar e corro atrás de podcasts de viagens. Aliás, o Sacutti disse que quer visitar o Japão, recomendo que ouçam o Terra Estrangeira nº 17, que fala sobre o país. Aliás, fica a recomendação para que ouçam os outros episódios também. É bem bacana!

    http://www.terraestrangeira.com.br/podcast/terra-estrangeira-17-curiosidades-do-japao

    Um grande abraço a todos e parabéns pelo podcast. Continua ótimo, como sempre!

    Lucas Conrado, 24 anos
    Rio de Janeiro
    Repórter e podcaster no Papo di Minero

    • Sempre demonstrei que tenho muito interesse por línguas estrangeiras. Um amigo meu poliglota já tentou me ensinar o alfabato árabe e o cirílico, mas eu desisti! Reconheço que a grafia russa não é tão difícil, mas a árabe, impossível!

  • Olás!

    Como sempre, muito bom o episódio!

    Também gosto muito de viajar e sempre viajei pelo Brasil, mas por problemas de saúde tive que dar uma parar por um tempo
    Este ano estou retomando o hábito e, quem sabe, logo irei para algum país da América do Sul.

    E preciso dar a minha opinião sobre o fato de viajar no Brasil ser tão caro:
    Por muito, muito tempo mesmo, viajar e fazer turismo foi considerado artigo de luxo, que poucos podiam fazer. O resultado é que demoramos a ter no país uma boa quantidade de hotéis de 2 ou 3 estrelas.
    Lembro-me de quando viajei pela primeira vez a Porto Alegre, há uns 18 anos, e pedi para uma amiga me indicar algum hotel bom e barato.
    Ela não me recomendou nenhum e acabei ficando na casa dela. Achei que fosse apenas por querer que eu economizasse, mas andando pela cidade percebi que só haviam hotéis tradicionais e caros, ou hotéis de qualidade duvidosa.
    Hoje isso mudou na maior parte das capitais, mas ainda predomina o pensamento de que todo turista é endinheirado e deve-se sugar tudo o que for possível dele.
    Sim, os impostos tem sua parcela de culpa, mas são os empresários do setor que preferem construir Resorts no nordeste e hotéis de luxo no meio da amazônia e deixam de lado o turista com pouco dinheiro, mas ainda sim com algum dinheiro a ser gasto.

    Já houveram algumas mudanças e graças a elas consigo viajar mais sem me sentir assaltada em todo lugar, mas ainda falta muito para mudar a imagem de que todo turista é um milionário que vai pagar sem perguntar o preço.

    Fico por aqui, esperando o tema do próximo episódio.

    Abraços

    Nilda – 45 anos – agora colaboradora do Mitografias
    (mas ainda cobrando impostos)
    Jandira/SP

    • Muito interessante seu comentário, eu não havia me atentado a vários pontos que você citou. Fala a verdade, a gente também sempre tem a ideia que o turista está “montado na grana”, não é?
      Acho também que nosso país não está bem preparado para o turismo. Nem o básico de inglês a população local não sabe.

  • Muito bacana esse cast. Adoro viajar, conhecer lugares novos e culturas diferentes.

    Estabeleci uma meta que é viajar pra fora uma vez por ano e vem dando certo. O custo BR realmente me afasta de conhecer os rincões nacionais – viagens de trabalho ajudam, mas muitas vezes só conheço a sala de reunião dos hotéis, rsss.

    Concordo com as convidadas quando disseram que é necessário conhecer/pesquisar a cultura e os hábitos da população antes de sair dizendo que um povo é mal educado etc.

    Estive em Paris há dois anos e não tive nenhuma dificuldade em conversar com os locais em inglês – a despeito daquele mito que os franceses não gostam de falar a língua da Rainha Elizabeth. Não sei se dei sorte ou se o jeitinho brasileiro ajuda, rs – pois em todo lugar que você diz que é brasileiro o tratamento muda, normalmente para melhor 🙂

    Já estou planejando a viagem desse ano!

    Abs.

    • Eu tinha criado essa “regra” de viajar uma vez por ano em 2009. Assim, além desse ano, consegui cumprir o prometido em 2010 e 2011. Aliás, também preferi destinos internacionais, é mais barato e interessante. Porém, “motivos maiores” já me impediram de continuar minha “empreitada” já em 2012. Bem, sei lá quando iriei retomá-lo novamente.
      Viajar é um dos melhores investimentos mais prazerosos que existe!

  • Pingback: Podcast Post 002: Temas Repetidos - Nerdópole()

  • Diego Medeiros

    Só digo uma coisa: esse tema tinha que virar uma série

    • Randal Bergamasco

      De fato, nós já fazemos isso, Diego. Fizemos edições sobre a América Latina, China, Japão, Portugal e, mais recentemente, sobre a Alemanha. E já temos agendado mais algumas regiões e países que queremos falar no Na Porteira.

  • ALBERTO ANDRES ROA OBREDOR

    que bien estos programas cada vez son mejores!!!!

  • ALBERTO ANDRES ROA OBREDOR

    conoci de este Cast en octubre del 2016
    pero pienso consumierlo todo
    Peligroso altamente adictivo