NPC 23 – A questão Palestina

Randal Bergamasco 29 de março de 2013 32
NPC 23 – A questão Palestina

Reproduzir

Por Alá! Nosso vigésimo terceiro episódio traz um tema muito discutido há anos, mas que parece estar muito longe de uma solução: vamos debater hoje sobre A QUESTÃO PALESTINA. Para falar sobre esse tema complexo e cheio de histórias, Randal Bergamasco (@randalberga) e Alexandre Sacutti (@IzavanSacutti) recebem o historiador Igor Guedes (@professorigor), que tentarão elucidar um tema que para muitos parece um bicho de sete cabeças. Afinal de contas, quem são os palestinos? Desde quando surgiu esse ódio para com os judeus? Nesse programa, conheça o que o Imperador romano Adriano, as Cruzadas, os Turco-Otomanos e as duas guerras mundiais têm a ver com esse conflito. Saiba o que é Intifada e tente contar quantas guerras já existiram entre árabes e israelenses desde a fundação do Estado Judeu.  E o Na Porteira pergunta a seus ouvintes: na sua opinião, quem é o verdadeiro merecedor dessas terras (se é que existe algum)? Pegue sua esfiha e seu babaganuche, aumente o som e vamos viajar para o Oriente Médio. E não deixe de meter o bedelho no meio; envie seu e-mail ou comente e nos diga o que você acha de tudo isso.

:-: NÃO QUER OUVIR A LEITURA DE E-MAILS? :-:
– Em virtude do falecimento do nosso queridíssimo LUCAS AMURA, não haverá leitura de e-mails neste episódio.

:-: NÓS EM OUTROS PODCASTS: :-:
– Sacutti esteve nos Ovos Zumbis 039 – “Especial Zumbis: A verdade e o mito”.

:-: SITE DO CONVIDADO: :-:
– Telhacast – Podcast onde o Igor Guedes participa

:-: COMENTADO NESTE EPISÓDIO: :-:
– Hebreus – Crise política, Diáspora e Reconstrução (Site Brasil Escola)
– Estado Israelense e Estado Árabe em 1948, 1967 e 2009 (Imagem)
– Mapa dos territórios Palestinos hoje (Imagem)
– Primavera Árabe (Infográfico do Portal Terra)
– Árabes e judeus: Relacionamento marcado por tensões e conflitos (Site UOL Educação)
– Veja cronologia do conflito entre israelenses e palestinos (site da Folha)
– Bandeira de Moçambique com uma AK-47 – (Site geo5.net)
– Site da Universidade de Al-Aqsa (em árabe)
– Criança judia sendo cercada por alemães na Segunda Guerra e criança palestina cercada por israelenses na atualidade (Imagem)
– Site do Palestinian Banking Corporation (em inglês)

:-: PRÓXIMO NA PORTEIRA CAST: :-:
– Previsão da publicação do próximo episódio: 20 de abril de 2013

  • Olá Bergamasco e Sacutti.

    Sinceramente não vejo fim neste conflito. Não adianta só a vontade dos dirigentes – vide caso Arafat e Clinton -, se a mentalidade das pessoas não mudar. As crianças já se formam em meio a esta cultura de ódio e de “eu estou certo e o outro errado”.

    Vejo solução apenas com a chegada de um novo Messias, o qual acalmaria os ânimos e mostraria que ficar dando tiro de AK-47 no outro não é bacana.

    Abraço e parabéns pela ótima pauta.

    • Olha, Ademar, eu acho que a coisa é tão feia por aqueles lados que nem um novo Messias levaria paz para a região. Muito pelo contrário, seria um motivo a mais para ódio entre aqueles povos.

  • Buenas gurizada do Na Porteira Cast. Sou Historiador e colunista do Aspirante Profissional onde escrevo uma coluna sobre História das Profissões. Ouvi o cast sobre a questão da Palestina e foi um tema que me tomou muito tempo de leitura na época de faculdade pois muito me interessava. Em uma hora de Cast vcs conseguiram dar um panorama muito bom sobre o tema. Senti falta somente da menção do papel do Brasil e em especial do Osvaldo Aranha na criação do Estado de Israel. Curiosidade, aqui em Porto Alegre a Avenida que corta o Bairro Bom Fim (onde está localizada a maior comunidade judaica da capital do RS) é a Avenida Osvaldo Aranha. Continuem com o trabalho que é um dos casts que tem melhor conteúdo na Podosfera. Abraços. Christian.

    • Nunca tinha ouvido falar sobre Osvaldo Aranha, Christian. Graças a seu comentário, descobri que ele foi chefe da delegação brasileira na recém-criada ONU. Em 1947, Aranha presidiu a segunda Assembléia Geral das Nãções Unidas que votou a partilha da Palestina e criou o Estado de Israel. Os judeus têm eterna gratidão por sua atuação.
      Obrigado por expandir o assunto, Christian!

  • José Amaro

    Baixando p ouvir, não sou fã do tema mas sou fã do cast então vamos lá. Abraço gurizada =)

    • O tema é interessante, Amaro, pode apostar. E foi apresentado de uma maneira bem clara. Tenho certeza que você vai curtir.

  • Olá Galera do Na Porteira! Mais uma vez um cast excelente! Confesso que não conheço muito a questão palestina,mas com a ajuda de vcs e do sr Igor,agora me sinto mais informado sobre essa delicada questão!

    Abraços

    • Muito obrigado, Armando! É um prazer tê-lo aqui em nossos comentários novamente.

  • Caco de Paula

    Olá, olá, olá, Bergamasco e Sacutti.
    Sou um entusiasta e profundo admirador da mídia podcast.

    Descobri vocês no cast de língua portuguesa por um retweet do saudoso Lucas Amura, adicionei vcs no Twitter e desde então, não deixei de ouvir os episódios e retweetar seus posts. Estou na maratona para ouvir todos os programas, mas, já posso dizer que os que ouvi são fenomenais, especialmente o Caminhando com os Dinossauros, Eram Deuses Astronautas? e As Faces de Che!
    Todos que ouvi são ótimos, mas, estes me cativaram mais. Continuem o excelente trabalho e no que precisarem de mim, encontro-me a disposição.

    Abraços, Caco de Paula, Professor, Joinville – SC

    • Muito obrigado, Caco. Se você gostou desses últimos epísódios, temos algumas edições mais antigas totalmente nesta mesma linha. Recomendo os episódios “Um brinde à cerveja” e “Nas asas da aviação”. Muito obrigado e continue aqui conosco!

  • Excelente programa, como sempre! Nosso amigo ficaria orgulhoso das vossas palavras e da vossa qualidade, incomparável!
    .
    Grande programa! Muito informativo e com uma conversa bem ritmada!
    .
    Apenas uma pequena informação. No final do cast falaram sobre a França ter se tornado detentora da marca CHAMPAGNE, mas aqui no Brasil a AmBev, dona da marca Guaraná Antarctica, já tinha o registro da marca:
    .
    CHAMPAGNE DE GUARANÁ.
    .
    Assim, o Guaraná Antarctica continua detentor desta marca enquanto continuar a usá-la. Se prestarem atenção, ao final do texto de ingredientes vocês verão escrito em bold: GUARANÁ CHAMPAGNE ANTARCTICA.
    .
    Curioso, não?
    .
    Abraços.
    .
    aLx

    • Nosso ilustre ouvinte aLx, sempre ampliando o assunto mesmo após o fim do programa.

  • Olá amigos, tudo bom?

    Ótimo episódio, muito bom!

    O Xará também manda muito bem, ótima participação, com certeza!

    Uma pena o ser humano não aprender com as próprias experiências. Acho que como vocês colocaram no episódio, o povo de Israel sofreu tanto com o nazismo e agora tem práticas parecidas. Triste ver que a situação dificilmente terá uma resolução pacífica.

    Aprendi demais com o episódio, como sempre!

    Valeu amigos, abraços!

    • Realmente, Igor, bela observação do seu xará historiados. A historia se repete, só que agora do “outro lado”.

  • Olá Randal, ótimo tema e acho que o Igor mandou muito mal ao criticar a política de cotas, que está ajudando gente que não teria nunca condições de entrar na universidade. Sobre o tema vocês mandaram muito bem, só acho que faltou falar um pouco sobre o problema na época da segunda guerra mundial.

    • Pois é, Nogueira, até desviamos o tema central do episódio para falarmos sobre as cotas. É algo muito polêmico e que gera muito debate, eu particularmente concordo com o Igor. Porém, como eu disse, o assunto certamente pode ser um tema para um podcast inteiro. Quanto as questões que envolvem a Segunda Guerra, o podcast tentou sintetizar o máximo de informações possíveis, pois o tema é muito extenso. Obrigado pelas observações, Nogueira. Elas sempre são muito bem-vindas!

    • Nogueira, se você escutar o CAST novamente vai ver que eu não sou “Contra as cotas”. Eu apenas apontei o lado negativo que as cotas estão trazendo para a sociedade brasileira como a polarização “negro” x “branco” que não existe em nosso país. Não somos uma nação nos moldes argentinos, canadenses ou americanos. Aqui há mestiços, lá é raro. Eu na verdade defendi outras saídas como o ensino público de qualidade que beneficiaria todos das classes mais baixas sem diferença de credo, raça ou time de futebol, que é como o Estado, de acordo com a constituição deveria agir.

      As costas são sim uma saída, mas dentre todas as escolhas, ela é a pior e a mais ilusória pois não investe um centavo à mais no ensino público e, de certa forma, acaba com a meritocracia premiando aqueles que tiram menores notas. ASsista ao vídeo que eu postei abaixo e, talvez, você até mude de ideia.

  • Já que vocês entraram na questão das cotas para estudantes, acho que vale a pena ler esta matéria. “Por que as cotas raciais deram certo no Brasil http://www.istoe.com.br/reportagens“/288556_POR+QUE+AS+COTAS+RACIAIS+DERAM+CERTO+NO+BRASIL

  • dastrevas

    descobri hoje esse cast muito bom o tema e o cast, sobre cotas sou totalmente contra, como tambem sou contra bolsa familia.

    • Fiquei impressionado como o assunto “cotas” rendeu comentários nesse podcast. E olha que esse tema passa longe da discussão central do programa.

  • Cotas? Assistam esse vídeo:

    http://www.youtube.com/watch?v=lLP_XgfoCIM

  • Cássio Ferreira

    Mais um cast com qualidade e relevância parabéns pelos temas escolhidos.

    Abraços
    Cássio.

    • Muito obrigado, Cássio. E se você curtiu esse episódio, recomendo que ouça os mais antigos.

  • diovane

    Primeira vez no site. Cheguei atravez do lagcast ;p

    Baixando… Tema muito interessante
    .

  • Gostei bastante do episódio. Mas, vou ser sincero com vocês, achei que ele pecou um pouco pela parcialidade.

    Sou a favor da causa palestina. Mas achei que faltou um pouco ouvir o outro lado. Bateram muito na visão palestina da briga, mas deixaram a voz israelense de lado.

    Por mais que o governo israelense seja um boneco dos EUA na região e tenha todos esses problemas de invasão de assentamento, tomada de território e tudo mais, acho que uma questão tão séria assim poderia ter um diálogo das diferentes visões da questão.

    Ah, e o que o Igor falou das cotas é a mais pura verdade!

    Minha crítica construtiva =)

    • Concordo com você, Conrado. Mas creio que em questões complexas como esta, é difícil a gente deixar de ser imparcial. A gente pode até tentar, mas nossa opinião sobre o assunto acaba sobressaindo.