NPC 22 – Nossa Língua Portuguesa

Randal Bergamasco 4 de março de 2013 35
NPC 22 – Nossa Língua Portuguesa

Reproduzir

Arrebita, arrebira, arrebita! Ora, pois, “estais a começar” nosso vigésimo segundo episódio! E nós, os gajos Randal Bergamasco e Alexandre Sacutti, têm a honra de receber o poliglota Lucas Amura (@LucasAmura) e o professor Adriano Paciello (@AdrianoPaciello), ambos integrantes do podcacst Português com Humor, para falarmos sobre NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA. Descubra o que os romanos, os povos germânicos e os árabes têm a ver com nosso idioma; conheça os outros países que também falam a língua de Camões. E o Na Porteira pergunta: o português falado no Brasil pode ser considerado uma língua a parte? Quando podemos escrever algo com a grafia errada ou abreviado na internet? E afinal de contas, quando a letra de uma música do “Bonde do Tigrão” pode ser considerada bonita? Isso e muito mais nesse podcast recheado de muita informação, apresentado de forma descomplicada, descontraída e divertida. Ouça esse episódio e treine sua escrita; é só deixar aí seu comentário.

:-: NÃO QUER OUVIR A LEITURA DE E-MAILS? :-:
– Caso não queira ouvir a seção de e-mails (Correio da Roça), pule para 15 min. 40 sec.

:-: OUTROS EPISÓDIOS DA “TRILOGIA DAS LÍNGUAS”: :-:
– NPC 09 – A arte de enrolar a língua
– NPC 17 – Eu sou poliglota

:-: PESQUISA NA PORTEIRA CAST: :-:
– Encerrada.

:-: NÓS EM OUTROS PODCASTS: :-:
– Nossocast #38 – “Vida no interior”

:-: SITE DOS CONVIDADOS: :-:
– Português com Humor – Site do Lucas Amura e do Adriano Paciello

:-: COMENTADO NESTE EPISÓDIO: :-:
– Site da Universidade de Santiago de Compostela (em Galego)
– Reportagem sobre a língua galega na TV Portuguesa (Blog Caminho das Línguas)
– Cantigas Medievais Galego-Portuguesas (em galego-português)
Português com Humor #03 – Diga aonde você vai e onde está
– O Acordo Ortográfico (Site Oficial da CPLP)
– Regina Casé em Angola (Youtube)
– Português imitando brasileiro (Youtube)
– Português com Humor #01 – O trema acabou?
– Artigo “Para fazer careta”: Erros comuns na internet – (Blog “Menas, por favor”)

:-: PRÓXIMO NA PORTEIRA CAST: :-:
– Previsão da publicação do próximo episódio: 30 de março de 2013

  • Os emails até me assustaram com a voz mais limpa do Randal de microfone novo. O Sacutti já tem um LX-3000?
    .
    O cast foi ótimo e foi coroado com o Lucas declamando funk. Excelente.

  • Olha, eu vou baixar hoje a noite pra ouvir amanhã… Mas já vou elogiar muito o novo layout e o sistema de comentários. Está excelente, parabéns Randal! Depois volto pra comentar o cast! 🙂

    • Ah, a gente sabe que você volta, Gudima! É sempre um prazer!

      • Que bom que eu agrado, pois acabo de voltar! Rs… Bom, em primeiro lugar, arrebita, arrebita, arrebita! Rs… Muito bom o episódio, parabéns mesmo. Não vou nem falar que eu adoro tb o Português com Humor. Foi uma ótima surpresa deste ano. E o Lucas é ótimo, não tem nem como falar nada. O cara recitando Funk fica bom. Rs…

        Bom, eu confesso, não sou um dos amantes da língua portuguesa… Mas me cobro muito para escrever tudo corretamente. Acho que o fato de ler ajuda muito. E concordo totalmente, que não adianta nada aprender outra língua se não sabemos nem a nossa mesmo…

        É isso amigos, episódio fantástico novamente!

        Abraços!

  • Ainda não ouvi, estou sem wi-fi mas já curti muito o layout hein. Parabéns. E a essa série de línguas ( uiiii ) é a melhor, com certeza esse episódio não será diferente.
    .
    Abraços,
    Dourado.

    • Sim, vamos tentar melhorar o layout gradativamente, Dourado. Estamos aprendendo a mexer com o WordPress.

      • Já vi que a parte de comentários está quase toda traduzida, faltando apenas o botão “post Comment”.
        .
        Se precisar de ajuda é só falar, eu apanhei mas hoje conheço um pouco, sei onde mexe nesse botão para alterar o texto.

  • Muito bacana o cast, gostei mesmo, especialmente da declaração do “poema” Bonde do Tigrão! kkkkkkk
    Mas gostei muito especialmente na questão que nós, brasileiros, temos que ler mais (e eu adoro ler, mas no geral, como brasileiros) e também no maldito “internetês”… como eu odeio!!

    No mais, estou sempre aqui ouvindo agora, já fazem parte da minha lista de casts…

    Abração

    • Realmente, parece que está incrustado na cultura do brasileiro que a prática da leitura é “chata”. E isso é uma das principais causas de toda alienação que se encontra nosso povo.

  • Enfim escutei e realmente foi bom demais.
    .
    Conteúdo e diversão é aqui.
    .
    Já quero o Lucas Amura declamando um pagode do Raça negra, pois ninguém resiste do Dig dig Diê, kkkk.
    .
    Parabéns pela triologia e gostaria que ela não terminasse, tomara que venha logo a inspiração e novas pautas sobre a lingua sejam liberadas.
    .
    Grande Abraços e Sucesso,
    Dourado

    • Certamente teremos outros podcasts relacionados a linguistica. Além de ser um dos assuntos que mais gosto, o público em geral gosta muito!

  • Olá a todos.

    Quando li o título do episódio 22, imediatamente pensei no podcast Português com Humor, que também acompanho. Dito isso, não posso deixar de elogiar a escolha dos convidados.

    Em relação a falarmos “Brasileiro”, os programas de computador já adotam esse sistema, deixando como opção de idioma “Português [BR]”.

    Por fim, uma sugestão: colocar no post as músicas utilizadas no cast.

    Abraços.

    E.T: Também acho dispensável Roberto Justus cantando.

    • Vamos pensar a respeito da publicação da trilha do episódio. Obrigado pela sugestão.

  • Olá a todos!

    É bom saber que existe um podcast que se interessa por temas pouco explorados. Este é o primeiro que ouvi da trilogia das línguas e foi muito bom poder escutar as opiniões de todos vocês.

    Tenho duas recomendações: uma é o livro “Preconceito Linguístico: O que é? Como se faz?” do professor Marcos Bagno (UnB), que também defende que no brasil se fala o Brasileiro. Ainda não estou realmente convencido quanto a este ponto, mas que as discussões levantadas a respeito da língua neste livro são importantíssimo, são.

    Outra recomendação é um artigo do prof. José Luiz Fiorin (USP): “O acordo ortográfico: uma questão de política linguística”. Ele demonstra que apesar de existirem alguns pontos polêmicos e discutíveis, o acordo ortográfico ajuda a fortalecer a língua politicamente, principalmente em seu uso internacional.

    No mais, parabéns e continuem com os bons temas!

    P.S.: Ouvi o episódio dos dinossauros e adorei!

    • Muito obrigado, Robson! E obrigado por expandir o assunto. Se gostou dos último, eu proponho que ouça os programas anteriores, há sobre os mais variados temas. E nossa missão é exatamente essa, informar nossa audiência.

  • Olá Na Porteira Cast!
    Cara vocês conseguiram criar interesse em Mim num tema que eu não curto : Lingua Portuguesa!

    Os Convidados Mandaram Muito bem e o tema não ficou cansativo ,muito pelo contrário tava empolgante!

    Adorei o Cast,vocês são Demais!

    Abraços Queridos!

  • Olá Gajos.

    Tentei enviar este comentário pelo meu telemóvel, mas não deu, Tive de esperar para ir ao meu computador de escritório. Tenho que dizer que meus auscultadores estão acostumados com o NPC e ficar sem ouvir esta grande gama de informação é um Facto que chega a ser doído.
    Vou descordar dos Nossos adoráveis professores, acho que o Português ainda é uma coisa única. Esta transformação de idioma devido às regiões é muito normal. Há tanta diferença entre o português de Portugal para o português do Brasil, quanto há diferença entre o português falado em Pernambuco pro português falado no Rio Grande do Sul. Duas pessoas de estados diferentes no Brasil podem ter tantas dificuldades de se entenderem quanto um Português e um Brasileiro quando estão a conversar.
    Estudei em um faculdade jesuíta e a maioria dos Livros eram de Portugal. Não havia dificuldade alguma em ler livros chatos de Filosofia Epstemológica em Português PT. era um idioma igual ao dos livros em português BR. , salvo os “Cs” em locais não costumeiros.

    Não acho que o idioma no Brasil sejo o Brasileiro, pois na escrita o nosso idioma é idêntico, com diferenças regionais.

    Curiosidades: A expressão Piadas de Português começou devido aos próprios portugueses fazendo piadas do pessoal do Alentejo (região de Portugal). Ao chegar no Brasil e contarem piadas de alentejanos, os brazucas apenas absorveram que os alentejanos eram portugueses e ficou assim. Nós fazemos piadas de portugueses do mesmo modo que os portugueses da capital fazem dos alentejanos. Foi um tiro que saiu pela culatra.

    Foi comentado que há muitos erros do português do Brasil, mas vocês precisam ver um alentejano falar. Ó raios! Ó pá!

    Fico grato pelo podcast, falar que ele é bom esta a ficar igual à peúgas pirosas.

    Estou a Aguardar mais um novo episódio.

  • Nerdanderthal

    Alô, você!!!
    Primeira vez que passo por aqui. Agradeço ao grande amigo Lucas Amura que recomendou o NaPorteira e como tudo que vem do Lucas é bom, não poderia ser diferente nesse caso: ótimo cast.
    Já baixei hoje o 21 – Caminhando com os dinossauros (assunto de muito interesse de um neanderthal, apesar de não serem da mesma era) e o 20 – Eram os Deuses Astronautas? (livro que li há muito tempo atrás e me amarrei).
    Aos poucos vou entrando na casa de vocês, tímido ainda, mas… me aguardem!!!
    Abraço a todos e parabéns pelo podcast!

    • É um prazer tê-lo aqui conosco, Nerdanderthal! Se você gostou deste programa, tenho certeza que vai curtir os episódios anteriores. Nossos programas procuram ser o mais informativos possíveis. Obrigado pela audiência!

  • aLx

    Excelente discussão!
    .
    Se bem que — como já disse no twitter — achei que houve uma pagação de pau exagerada pra voz do Lucas Amura!
    .
    Vcs perderam a linha e deram uma sutil saída do armário!
    .
    Aliás, estou fechando contrato com o Lucas para comercializarmos o seu “filtro vocal amurator 2013”.
    .
    Limitado à 10 unidades por podcast!
    .
    .
    .
    Voltando ao programa, excelente conteúdo – como sempre!
    .
    Muitas informações úteis e de grande valia!
    .
    E triste por saber que ESTRUPO e CARDAÇO deixarão de ser um erro.
    .
    Mas, qdo falei sobre isso, surgiu uma dúvida aqui na empresa. Esses termos deixarão de ser errados apenas para pronúncia ou para escrita também?
    .
    De qualquer forma, parabéns por mais um excelente programa!
    .
    Assino em baixo qdo o Lucas diz que o NaPorteira tem extrema relevância na podosfera atual.
    .
    Sensacional!
    .
    aLx

    • Sabe que eu não havia pensado sobre esse lance do “cardaço” e do “estrupo”? Sinceramente, não sei se valeria também na língua escrita. Vou me informar e volto para responder.

  • Olás!

    Pra variar, muito bom este cast.

    E se tem algo com que implico atualmente no uso da língua portuguesa é o excesso de uso de palavras em inglês.
    Não sou a favor de uma lei que proíba ou regulamente, mas um pouco de amor à própria língua não faz mal a país nenhum.

    O uso indiscriminado de palavras e expressões de outra língua dificulta muito o entendimento do que é dito, escrito ou vendido.
    Toda vez que passo em frente a uma loja que anuncia que está “30% OFF” fico tentada a entrar e perguntar porque vão desligar 30% da loja… (na minha mente: ON=ligado / OFF= desligado)

    Não consigo entender porque substituem a palavra “Liquidação” (que tem o sonoríssimo ão) por OFF?? Será que é para nos fazer acreditar que é uma liquidação “chique” por estar em outra língua?

    Isso sem falar quando resolvem vender algum eletrônico como o objeto que vai salvar a vida de todos, só por ter uma função com um nome ininteligível para falantes de português. E se recusam a explicar o que é, porque, afinal, é “tão óbvio” o que faz…..
    Por conta de atitudes como estas demorei muito para descobrir que o tal “touchscreem” significa tela sensível ao toque. E como isso não é explicado na maioria dos sites e folhetos de vendas, demorei mais ainda para entender porque aquela tal função touch poderia ser tão útil e maravilhosa como diziam.

    E a cada dia tenho notado que mais e mais pessoas escrevem textos recheados de expressões em inglês e, na maioria das vezes, não sabem o que a palavra significa em português e a usam incorretamente na frase, criando textos que são verdadeiros sambas de crioulo doido.

    Fico por aqui rapazes,e continuem com este ótimo trabalho.

    abraço

    (Nilda, 44 anos, Jandira/SP – cobradora de impostos)

    • Vamos dar as mãos, Nilda, pois concordo TOTALMENTE com você! Mesmo expressões como WTF ou OMG já me incomodam, acho totalmente desnecessárias. Mesmo o uso do inglês deve ser ponderado.

  • Faaaaaaaaaala Randal, faaaaala galera que participou deste NPC!

    Realmente muito bom mais este episódio, esta série sobre línguas está ficando melhor a cada novo programa!

    A presença do Lucas Amura, além de ter trazido muita info de qualidade ao episódio, faz a gente perceber que tudo é uma questão de como uma obra é apresentada para você. Até o bonde do tigrão (sim, me recuso a colocar maiúsculas nisso) conseguiu ficar aceitável sendo declamado na voz “normal” dele (ei, eu disse aceitável, não ouvível – sim, inventei uma palavra … ou não) .

    Da parte da reforma ortográfica, eu não concordo com muita coisa que vai mudar, porque me parece que vai empobrecer o idioma em alguns aspectos, e acho isso complicado, pois já basta vermos (ou lermos) o quanto as pessoas estão dia a dia desaprendendo o idioma. Uma coisa é você usar contrações (uso constantemente em internet ou de forma informal) outra é simplesmente quando você vai ler um comentário, ou pior um e-mail, você olhar ele até plantando bananeira na frente do monitor e simplesmente não identificar em que diabos de idioma aquilo foi redigido.

    Da parte de inglês / português sendo utilizados em conjunto, eu mesmo uso muito, até por conta da minha área (TI). Não me incomoda quando colocado de forma correta e parcimoniosa, mesmo porque se olharmos em outros idiomas, vamos observar em vários locais este tipo de “mix” presente (pode-se ver em várias músicas de animes, por exemplo). Acho que é algo que sempre vai ocorrer, o brasileiro só tem que aprender, em minha opinião, a não abusar e querer construir um monstro de frase bilíngue (ainda mais porque muitos fazem isso sem nem sequer conhecer o idioma pátrio direito), bem como também evitar achar que tudo de outro idioma no nosso é pernicioso. Nem sempre o é. Claro, é a visão de cada um.

    Mas de qualquer modo, ótimo programa como sempre Randal, e que venham os próximos!

    Abs! (olha a contração aí, gente!!)

    (P.S.: Aguardem mais comentários agora que consegui ficar em dia com minha lista de podcasts, haha)

    • Também sou completamente contra a reforma ortográfica, Juliano. Bem, eu disse isso durante o podcast.
      Quanto ao uso do inglês, creio que na área de TI é IMPOSSÍVEL não fugir do seu uso contínuo. Só não concordo na utilização dessa língua de maneira exagerada e sem necessidade.

      • Sim, fato, acho que a maioria que usa um pouco melhor o idioma é contra ela, hehe.
        Do inglês, exatamente isso, o problema como sempre é o deslumbramento das pessoas com isso. Para ser bem sincero, mas bem sincero mesmo, eu ABOMINO o uso na área, justamente porque as pessoas se perdem, e saem frases do tipo: “temos que fazer um QA com o user para gerar um feedback se a aplicação está user-friendly para que possamos gerar um status report do que será ajustado na próxima release, quando gerarmos um delivery.”
        É de cair o c… da bunda.

        • Pois é.. aí usam esta frase bizarra no manual de instruções e dizem que o problema é o usuário.. como alguém entende isso? Não é nem inglês, nem português…

  • André

    Deixo aqui meu luto pela grande perda no mundo do Podcast. Este foi o último podcast que ouvi com a participação de Lucas Amura, e fiquei muito triste em saber que ele faleceu. Era uma pessoa com um enorme conhecimento e generoso com todos a sua volta.

  • Um dos melhores episódios do programa! Ótimas curiosidades e discussões! Parabéns, deveria ter continuação!

  • Yuri Morales

    Um dos primeiros episódios que me deparei do NPC, excelente e um dos melhores sem sombra de dúvidas, saudoso Lucas Amura…
    Acho válido compartilhar esse projeto, com novas regras gramaticais da nossa língua:
    http://umportugues.com/
    Abraços

    Yuri Morales
    Profissão: Programador
    Santa Maria – RS