NPC 14 – Vida de cão

Randal Bergamasco 8 de outubro de 2012 12
NPC 14 – Vida de cão
Reproduzir
Não se esqueça de fechar o portão para o cachorro não sair, viu? E em nosso décimo quarto episódio, falaremos justamente sobre o melhor amigo do homem: O CÃO! Randal Bergamasco e Alexandre Sacutti recebem as convidadas Ana Claudia Roges (@anacroges), apaixonada por cães e colunista do site Tudo Sobre Cachorros e Beatriz Duarte (@xbeatrizduartex), autora do livro “Meu mundo com os cães”, adestradora e autora do site Angel Dogs, para um descontraido bate-papo sobre o mundo canino. Você sabe qual o antepassado dos cães domésticos? Por que há tanta polêmica a repeito da origem desses bichos? Nesse programa, conheça mais sobre os sentidos dos cachorros, saiba por que os cães cheiram sua retaguarda quando se encontram e entenda o motivo do seu cãozinho gostar de andar de carro com a cabeça para fora. E você pensa em adotar um cão? Saiba o que você deve levar em conta. Assim, prenda os cachorros, ouça o podcast e participe!
:-: NÃO QUER OUVIR A LEITURA DE E-MAILS? :-:
– Caso não queira ouvir o “Correio da Roça”, pule para 12 min. 55 seg.
:-: SITES DOS CONVIDADOS: :-:
– Tudo sobre Cachorros – Site onde a Ana Claudia Roges é colunista
– Ana Fotos & Vídeos – Site da Ana Claudia Roges
– Angel Dogs – Empresa de adestramento da Beatriz Duarte
– Eu amo Cães – Site onde a Beatriz é colunista

:-: COMENTADO NESTE EPISÓDIO: :-:
– Do lobo ao cão doméstico (artigo da Revista Cães & Cia)
– Conhecendo o Cão: Seleção Artificial (Site Universo do Cão)
– O cão na Idade Média (Site Dog Times)
– Conhecendo o Cão: Os sentidos caninos (Site Universo do Cão)
– Cão guarda túmulo do dono na China (Site TViG – com vídeo em mandarim)
– Raças de cães (Site Guia de Raças)
– Raça Papillon (Site Dog Times)
– “Meu mundo com os cães” – Adquira o livro da Beatriz Duarte

:-: PRÓXIMO NA PORTEIRA CAST: :-:
– Previsão da publicação do próximo episódio: 30 de outubro de 2012

  • Olá amigos Pederneirenses de todo Brasil.
    gosto muito de cachorro, mas não tenho sorte com os canideos. Eu tive um Basset super inteligente, ele buscava o jornal, buscava meus chinelos, corria a trazia a bolinha, obedecia comandos, tudo isto sem precisar de um adestrador profissional. O Splash morreu quando adiuiriu LEISHMANIOSE. Minha mestiça de zintzu com Poodle foi roubada e minha Fila Brasileira foi atropelada. por um motoqueiro gracista FDP. Agora só tenho um gato, o MANOLO.

    Lembro que na casa da minha avó tinha um Boxer,o Plutão, ele morreu com 15 anos ja gagá. Este Boxer da minha vó era muito esperto e cuidadoso. Quando meus priminhos ainda engatinhando brincavam no gramado e engatinhavam até a beirada do laguinho que tinha lá, o Plutão pegava os putos pelo cós das fraldas e retirava eles para longe da beirada do lago. Era muito legar ver aquele ato d cuidado com os infantes.
    Foi citado o ato dos cães passearem com a cabeça do lado de fora dos carros. No Animal Channel, foi mostrado que o efeito deste passeio no cérebro dos cães é o mesmo que usuários de lsd sentem. há uma overdosede sensações e reações quimicas no cérebro dos cães.
    Neste mesmo Canal, há o Programa do emcantador de cães, o Cesar Milani. o Cara faz milagres no condicionamnto canino e mostra de que 99% dos problemas de comportamento canino sao psicológicos causados pelos proprios donos.
    MAIS UM ÓTIMO PROGRAMA. Acho que vou parar de elogiar, pois esta ficando muito repetitivo. Até a próxima.

    • Quanto ao motoqueiro que atropelou sua Fila, o cara não se machucou não? Esses cachorros são enormes e imagino o tamanho do estrago diante de tal situação. Mas é isso, os cães são sempre tratados como membros da familia e sua perda e sempre muito sentida. A gente agradece tanto sua participação quanto seus elogios.

    • O cara Recebeu uma Placa de platina no radio, três pinos na junção da Fíbula e dois no pulso. A moto virou um OITO…. mas a cachorra morreu na Hora. “Triste… muito tristeeeee”(voz do Gugu)

    • O último CAPTCHA que apareceu era klodovil24…. Rachei kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • aLx

    Excelente!
    .
    Tive ao mesmo tempo três boxers! Era muito legal a bagunça que elas aprontavam. Nunca foram de obedecer muito, mas quem liga? Ninguém chegava perto mesmo! Eram terríveis!
    .
    Aqui em São Paulo desisti de ter animal. Primeiro porque moro em apartamento e não acho que seja o ambiente apropriado. Segundo pq acho um saco ter que recolher cocozinho de cachorro na rua.
    .
    Não que não ache que DEVA recolher, mas pela humilhante inversão de valores. Você se agachar para pegar COM A MÃO um cocô de cachorro é algo impensável para mim.
    .
    Quando encontro um pela rua, tenho vontade de enfiar na boca do dono e mandar engolir.
    .
    Acho que sou um BullTerrier!
    .
    Abraços.
    .
    Excelente cast, como sempre!
    .
    aLx

    • Realmente, creio que seja complicado ter cães na selva de pedra paulistana. Na minha casa, aqui no interior, tenho dois cães, dois gatos, uma maritaca e um papagaio. Porém, o terreno da minha casa tem quase 800m², com bastante terra, aliás, bem diferente da realidade da capital. Quanto ao lance do cocô na calçada, realmente é algo bastante polêmico, não é?

  • Grandes amigos, tudo bom?

    Muito bom o Cast, gostei!

    Já tive alguns cachorros anteriormente, na verdade, sempre foram da minha família, confesso que sou um pouco mais “afastado” de animais de estimação… Porém tenho histórias legais com estes cachorros, por mais que também não tenha tido muita sorte, todos morreram rápido (hérnia de disco, câncer nos ossos e um outro foi atacado por um outro cachorro na rua).
    Tive um poodle, que nossa, era muito inteligente… A gente tinha que falar na língua do P pra ele não entender que a gente ia colocar ele pra fora. Hahahaha!
    O episódio foi muito interessante, como sempre vocês são muito técnicos com pitadas de bom humor. Parabéns!!!
    Concordo com uma das entrevistas que levantou a questão da criação exagerada destes animais… Infelizmente, o ser humano acaba tratando tudo como negócio e vejo certos exageros na sociedade em relação a este assunto as vezes. Uma pena que um amor tão verdadeiro seja aproveitado para esta situação.
    Bom, é isso, muito obrigado pelo cast!

    Abraços!

    • Já a cocker aqui de casa consegue entender a palavra “passear” em alemão, espanhol ou inglês! Quanto a questão da criação exagerada apresentada pelas entrevistadas, realmente daria um podcast inteiro apenas sobre esse assunto.

  • Daria um outro cast sim, com certeza!

    E acho polêmica a questão de sacolinhas e cachorros que você e o Alx comentaram acima. Concordo com ele, não me vejo fazendo isso. Até tenho uma piada sobre o assunto.

    Se um alien encontrar um ser humano fazendo isso, vai achar que os cães são a raça dominante. Hahahaha!

    Abraços!

  • Adoooreeei!!!

    Papo produtivo, informativo e discontraído.
    (sim eu estava nervosa e com vergonha, rs)

    Aguardo mais convites.
    Abraços à todos!

  • Muito bom o programa! Já tive cachorro. Não digo que criava pq ainda era criança/adolescente, não me ligava muito nisso ainda.

    Hoje em dia, apenas tenho gatos. Como vivo em apartamento, é muito melhor para mim. Já nascem com o dom mágico de fazer suas necessidades na areia e são muito gostosos de se conviver.

    As pessoas que já me disseram com convicção que gatos são frios, nunca criaram um bichano. São surpreendentemente tão carinhosos quanto os cães.

    Ótimo cast, estou fazendo uma maratona ^-^

    • Eu gosto muito de cães, Nilo. Esse programa é antigo (foi lançado em outubro de 2012), hoje me tornei um “gateiro”, ou seja, alguém que gosta muito de gatos. Tenho dois em minha casa; um se chama Corneta e a outra, Nina. Acho que cada um tem suas vantagens e características próprias, mas acho os cães mais companheiros. Os gatos tem seu jeito próprio de amar seus donos e são animais incrivelmente limpos.