NPC 11 – Um brinde à cerveja

Randal Bergamasco 8 de agosto de 2012 30
NPC 11 – Um brinde à cerveja

Reproduzir

Garçom, desce mais uma! Nossa décima primeira edição bate um papo nada informal sobre uma das paixões nacionais: A CERVEJA. E nessa mesa podcastal, RANDAL BERGAMASCO, ALEXANDRE SACUTTI e HELTON DOS SANTOS puxam mais duas cadeiras e recebem os cervejeiros BERNARDO COUTO (@Homini_lupulo) e JOSÉ PADILHA (@JosePadilha) para falar sobre uma das bebidas mais amadas no mundo. Conheça um pouco dessa verdadeira iguaria milenar e saiba sobre seus principais tipos. Afinal de contas, o que é uma cerveja tipo Pilsen? Como a cerveja chegou no Brasil? E você conhece o lúpulo e malte de cevada? É possível fabricar cerveja em casa? Conheça as principais marcas de cervejas artesanais feitas no país. Saiba ainda por que é impossível beber cerveja feita com lúpulo nacional. Isso e muito mais nesse papo descontraído e super informativo. E se você não bebe, não se preocupe, pois esse podcast não é feito apenas para quem aprecia uma boa “gelada”. Você vai descobrir que a história da humanidade está mais ligada a essa bebida do que você imagina. Sendo assim, abra a primeira garrafa, aperte o play, brinde conosco e ouça esse programa repleto de sabor, história e curiosidades.

:-: NÃO QUER OUVIR A LEITURA DE E-MAILS? :-:
– Caso não queira ouvir a seção de e-mails (Correio da Roça), pule para 13min. 15seg.

:-: SITES DOS CONVIDADOS: :-:
– Homini Lúpulo – Site do Bernardo Couto
– Sommelier de cervejas – Site do José Padilha

:-: COMENTADO NESTE EPISÓDIO: :-:
– E-mail do Lucas Amura na íntegra (em PDF)
– Artigo sobre o Drive-by-Wire (Site Jalopnik Brasil)
– Clubeer (Clube de cervejas por assinatura comentado pelo Helton)
– Conheça mais sobre a história da cerveja (Site Homini Lúpulo) 
– Guia básico da cerveja – dúvidas básica, Lei de Pureza alemã, tipos, etc. (Site Homini Lúpulo)
– Homem se tornou agricultor para beber cerveja (site Homini Lúpulo)
– Lei de Pureza da Cerveja – Reinheitsgebot (site Brejas)
– Alguns tipos de Lúpulo (site Brejeiros)
– Veja uma plantação de cevada (Site Sistemas FAEP)
– BE-A-BÁ I – ALE LAGER LAMBIC que bicho é esse? (post do blog O Mestre Cervejeiro)
– Conheça a Hi5 Black IPA, a cerveja artesanal do Bernardo Couto (Site Bebendo Bem)

:-: PRÓXIMO NA PORTEIRA CAST: :-:
– Previsão da publicação do próximo episódio: 30 de agosto de 2012.

  • aLx

    Excelente podcasts!
    Conteúdo impecável como sempre!

    Sempre percebo esta disputa entre cervejas artesanais e cervejas industrializadas. Não dá pra comparar. São dois produtos distintos.

    Vale lembrar que as cervejarias industriais — e vou me limitar a falar da AmBev — também tem seus produtos PREMIUM.

    A própria Stella Artois, de origem belga, é um produto premium dentro do catálogo da AmBev.

    A cereja ORIGINAL também tem um apelo tradicional. Repara que até o rótulo da Original mantém uma simplicidade saudosista.

    A Serramalte é um produto mais forte. Mais pra MACHO!

    A Skol — e suas variações 360º e Beats — buscam um público mais descolado, mais leve. E a própria cerveja acaba incorporando estas características ao produto.

    Bom, sem falar na BOHEMIA e suas variações Pilsen, Escura, Confraria e Weiss.

    Enfim, cerveja é um tema muito interessante!

    E vocês foram muito felizes com o programa!

    Parabéns!

    Agora dá licencia que vô bisoiá o e-mail do Lucas!

    Abraços.

    aLx

    • Valeu, aLx! E tu gostas de cerveja também, hein… É do meu time!

  • Episódio sensacional, aprendi bastante, posso dizer que eu não conheço nada de cerveja, sei apenas beber.
    Continuem assim, ótimo trabalho.

    • Olha, Jofre, realmente eu também percebi isso: só sei beber! Já tomei inúmeros tipos de cerveja, nacional, importada ou artesanal, mas nesse podcast deu pra perceber o quão é complexa essa bebida.

  • A turma do NA PORTEIRA CAST está de parabéns em levar temas tão interessantes para os ouvintes! Gostei muito de participar e dividir com vocês o meu desconhecimento sobre as cervejas. Porque, cada dia que passa, descubro que sei menos a respeito deste precioso líquido que nós tanto apreciamos! Um grande abraço e “pão e cerveja” para todos!

    • Que modéstia, Padilha! Graças a você e ao Bernardo, o resultado final ficou tão bom! Agradeço mais uma vez sua participação, vocês entenderam perfeitamente a proposta do podcast e desenvolveram o assunto com tamanha maestria! Pão e cerveja pra você, Padilha!

  • Maldito Naporteiracast, mal posso ver seus movimentos. Quando imagino um cast sobre bebedeira, me vem uma porrada de um cast super informativo sobre cerveja.

    Não bebo justamente por causa do gosto, que não me atrai. Será que se eu bebesse uma dessas cheias de frufru talvez eu mudasse de opinião? Prefiro não tentar. Vicio muito fácil em coisas boas.

    • Pois essa foi a intenção do cast, Thiago. A podosfera já está repleta de programas que falam sobre bebedeira, então por que não falar do mesmo assunto de maneira mais técnica e informativa? E a gente queria exatamente isso, que o assunto atraísse indivíduos que consomem alcool e os abstêmios, como você.

  • Parabéns pelo cast! Na verdade, por mais um ótimo cast, fiz recentemente uma maratona do NPC e recomendarei o cast sempre que possível.

    Pão e cerveja pra todos nós!

  • Fala pessoal do Naporteira, tudo bom?

    Primeiro lugar, parabéns pelo cast. Incrível como vocês tem dados técnicos e informativos sobre os assuntos. É muito bom acompanhar a evolução do Podcast, estão de parabéns!

    Bom, cerveja era a minha bebida favorita antigamente. Gostava muito da Heineken, era a minha predileta. Porém, fazem 3 anos que fui transplantado de fígado e não posso beber mais nada alcoólico. Sei que tem cervejas sem álcool, mas nunca parei pra ver isso. Me mantenho no refrigerante pra evitar de fazer algo errado. 🙂

    Falando de Heineken, uma das responsáveis do Marketing da marca deu uma palestra na pós que eu fiz este ano. Ela falou de posicionamento de marca, branding, mercado. Foi muito boa a palestra, pena que não tenho material. É muito interessante este mercado, e acho que o mercado de nicho de cervejas artesanais ainda tem muito a crescer, na minha opinião.

    É isso, continuem com o ótimo cast, sucesso pra vocês!

    Abraços!

    • Obrigado pelos elogios, Igor, manifestações desse tipo que nos incentivam a fazer nosso podcast!
      Não sabia que você era transplantado, e muito menos que uma pessoa que passou por tal procedimento não pode mais ingerir alcool. É uma pena, eu mesmo sou um apaixonado por cerveja, imagino se eu tivesse essa limitação. Mas essa é a nossa vida, não é? valeu pelo comentário!

    • Ah, é tranquilo. Eu tomo alguns remédios pra evitar rejeição e não posso beber nada alcoólico e fazer abdominais. Mas de resto é sussa! O importante é estar vivo! Abraços!

  • Nilda

    Olás:
    Pra mim, a melhor cerveja, das vendidas em larga escala, a Heineken é a única da qual não degosto.
    E não tem nada ver com o sabor e sim com a maneira como é vendida: as propagandas da Heineken conseguiram dar um passo à frente das outras cervejas, e investem em inteligência e não apenas no trio bar-nudez-futebol.

  • Nunca parei pra pensar nesse lance da publicidade, boa observação, Nilda! Temos que levar em conta que a Heinekken é holandesa, né… Mesmo assim, boa colocação!

  • Muito bom mesmo esse cast hein, infelizmente nao tenho muito o q dizer porque nao gosto muito de cerveja, mas eh bom saber de todas essas informacoes agora, que a cerveja pode ser tao fina quanto o vinho e tambem a importancia dela na historia, que nem ao menos eh citada no colegio mas pode ser responsavel pela constituicao cultural de um povo. Continuem assim. (Desculpe pelos assentos e tal, o meu teclado eh “americano” :/. @ASopaAeCaralho aqui :D)

  • Poxa Randal fiquei com muita sede depois desse pod….kkkk

    Muito bom o episódio e como bom caipira, também sou bom no alterocopismo (Levantamento de copos), e o que posso dizer é que depois da quarta ou quinta cerveja eu já não consigo mais identificar qual a cerveja q estou tomando só pelo gosto…kkkkkk

    Parabéns pelo episódio, e estou na expectativa pelo próximo episódio…

    • Bem, você reconhece que para “bebedores de cerveja em quantidade” como nós, a coisa fica tudo igual depois de várias!
      E entendo sua expectativa pelo próximo episódio! Pena que não pode participar! Valeu, Roger!

  • Olá amigos da porteira, mais uma vez vocês fazem um cast muito bom e com alto índice de informação. Parabéns a toda equipe!
    Não sou adepto da cerveja, na verdade quase não consumo bebida alcoolica, mas ainda assim o cast foi muito interessante para mim também.

    Abraços

    ps: tive alguns problemas com o meu navegador na hora da postagem, por isso não sei se o comentário foi enviado mais de uma vez.

    • Obrigado pelo comentário, Tarsis! E tá aí, suas palavras foram publicadas sim!

  • Olá pessoal do Naporteira!
    Um ótimo cast como sempre!
    Confesso que não gosto de cerveja mas me surpreendi com a história dessa bebida tão adorada por muitos!

    Abraços

    Ps: Adorei Katy Perry e Britney como trilha no correio da roça!

    • Caraca, quanta gente não gosta de cerveja! Bem, cada um tem sua preferencia, não é? Quanto a trilha, quis inserir algo mais “anos 2010” sim. Acho legal quando reparam na trilha de fundo. Valeu!

  • Ficou excelente o cast, parabéns.
    Foi bom para me lembrar do meu sonho de “fabricar” cerveja em casa… Fazer como algumas boas bandas e ter a própria cerveja.
    Continuem com o excelente trabalho, abraço.

    • Ué, e por que não tentas, Marcellus? Quem sabe esse podcast não sirva de inspiração para você entrar de cabeça nessa verdadeira arte?

  • Faaalaaaa Cabada de Bebum!!

    Cerveja é a maior bebida já descoberta pelo homem. Gosto muito de cerveja e Entre tomar uma Cervejeca em excesso e uma boa cerveja de “uma caneca” só, fico em tomar a Boa cerveja. Adoro cerveja de sabor marcante e palativo.EISENBAHN WEIZENBOCK, BADEN RED ALE e a COLORADO ÍNDICA são as minhas preferidas para degustações, das cervejas populares eu gosto muito da Bohemia, principalmente a BOHEMIA EXTRA ESCURA, Gosto da XINGU e tomo muito a CARACU.
    Acho que estas cervejas populares como SKOL, Brahma e cia. muito iguais, sinto diferença apenas na KAISER.
    Aqui em MG tinha a Antártica de PIRAPORA, ela era a melhor Antártica que tinha, era muito jovem e não destinguia nada, mas era muito procurada e chagava a ser muito mais cara que as outras, apenas pelo nome “Pirapora” no local do Fabricante.

    Uma curiosidade. No Egito Antigo, os trabalhadores do Faraó não eram escravos, eram trabalhadores livres e prestavam trabalho de bom grado para o “Deus terreno”. No final da Jornada de trabalho, os egípcios se retiravam para suas casa para degustar cervejas, muitos destes trabalhadores recebiam potes de cerveja patrocinados pelo Grande Faraó em gratidão pelas metas alcançadas.

  • 26 anos – Analista de sistemas e Músico
    Taubaté – SP (Sim, interior!)
    Fala pessoal!
    Particularmente eu gosto de Baden REDALE (afinal moro do lado de campos do jordão), Serramalte e Heineken, mas quando o lugar não tem nenhuma dessas opções eu tomo Bohemia, caso não tenha, peço Skol mesmo, mas sempre vario entre essas 5 marcas. (apesar de gostar de experimentar novos sabores)
    Realmente é difícil de encontrarmos pessoas que identifiquem a marca através de um teste cego, mas modéstia parte eu consigo identificar com precisão essas 5 que citei. O mesmo acontece com o meu destilado favorito, a Vodca, eu consigo identificar as marcas mais vendidas nos bares e baladas, sei dizer se a bebida realmente é original, e também qual a marca. Talvez isso seja um mal de músico de bar/balada.
    Parabéns pelo ótimo cast! só achei que faltou a equipe do “na porteira” dizer quais as marcas preferidas.
    Um abraço

    • Cara, eu não tinha pensado nisso (a respeito da equipe opinar sobre suas cervejas favoritas), ótima sugestão. E continue aqui conosco, Jota!

  • Fala ai galera!!!

    o 4wingo comentou sobre vcs e realmente: o cast de vcs é mto bom!

    achei q sabia sobre cerveja, mas vcs provaram q moram em um buteco!kkk

    parabens pelo cast!

    Marcos Fabrício – Caipiracast

  • William Denis

    Quem está ouvindo em 2016?
    Muita coisa mudou de 2012 pra cá, inclusive já tem lúpulo nacional, e o mercado expandiu ainda mais, quem sabe não rola “Um brinde a cerveja – parte 2”?
    Sou de Pouso Alegre – MG. Denis William